Você sabia que o cultivo caseiro de cannabis combate o tráfico organizado?

Cultivador de Estrelas

Cultivadando um mundo melhor!

ANVISA irá permitir quantidade até 5.000 vezes maior de agrotóxicos do que a Europa que pode causar risco de Morte enquanto a Maconha continua proibida

ANVISA irá permitir quantidade até 5.000 vezes maior de agrotóxicos do que a Europa que pode causar risco de Morte enquanto a Maconha continua proibida

O debate sobre o uso de agrotóxicos ganhou um novo capítulo, e ele não é bom para o Brasil. Estudo inédito revelou o abismo que existe entre a legislação brasileira e a da União Europeia sobre o limite aceitável de resíduos na água e nos alimentos.

A contaminação da água é o que mais chama a atenção, com a lei brasileira permitindo limite 5.000 vezes superior ao máximo que é permitido na água potável da Europa.

No caso do feijão e da soja, a lei brasileira permite, respectivamente, o uso no cultivo de quantidade 400 e 200 vezes superior ao permitido na Europa.

Esses são os resultados do estudo “Geografia do Uso de Agrotóxicos no Brasil e Conexões com a União Europeia”, da pesquisadora Larissa Mies Bombardi, do Laboratório de Geografia Agrária da USP (Universidade de São Paulo).

“Infelizmente, ainda não é possível banir os agrotóxicos. Por isso, é importante questionar por que o governo brasileiro não usa parâmetros observados no exterior”, afirma Bombardi, para quem a permissividade em relação à água “é uma barbárie”.

Enquanto a União Europeia limita a quantidade máxima que pode ser encontrada do herbicida glifosato na água potável em 0,1 miligramas por litro, o Brasil permite até 500 vezes mais. O Brasil tem, segundo o estudo, 504 agrotóxicos de uso permitido. Desses, 30% são proibidos na União Europeia ­­alguns há mais de uma década.

Esses mesmos itens vetados estão no ranking dos mais vendidos. O acefato, tipo de inseticida usado para plantações de cítricos, é o terceiro da lista.

o Brasil ja permitia o consumo de 14 agrotóxicos proibidos mundialmente. Em Janeiro de 2018 este número aumentou mais um pouco graças a decisão da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que decidiu liberar o uso de Benzoato de Emamectina no país.

Trata-se de um agrotóxico bastante agressivo, que havia sido proibido em território nacional no ano de 2010 por suspeita de causar malformações e elevada neurotoxicidade àqueles que tem contato direto com a substância. Em outras palavras, ele foi banido porque podia causar danos graves ao nosso sistema nervoso. 

Enquanto isso a maconha continua proibida. O Senado Federal outro dia Fez uma Postagem no dia mundial de combate as drogas em que dizia que Maconha Mata. A Maconha nao Mata, isso ja sabemos, mas o agrotóxico, este Mata, deforma e adoece. Principalmente nas crianças, que sao os que mais sofrem.
Isso significa mais doentes que irão precisar de mais remédios de todas as doenças que virão. Mais doentes significa mais dinheiro para a indústria Química.

Comentários

Comentários